Voltar para lista de conteúdos

Tão bom morrer de Fla x Flu e continuar vivendo.

Domingo, 8 de julho de 2012 por Vivi Mariano | tag Fla x Flu, Centenário, Paixão

Tão bom morrer de Fla x Flu e continuar vivendo. O poeta não se importaria com isso, não é mesmo?!  Mas, de verdade, perdi as contas de quantas vezes morri de amores, de prazer, de ódio, de tristeza, de felicidade plena assistindo uma partida de Flamengo e Fluminense, no Maracanã e até - pasmem vocês - no enfadonho Engenhão. Todos nós temos histórias, fragmentos, lembranças inesquecíveis do Clássico dos Milhões. De Mario Filho a Nelson Rodrigues. Do porteiro tricolor ao vizinho rubro-negro. Temos histórias. Fla x Flu é futebol poesia. Fla x Flu é futebol paixão. Fla x Flu é futebol na veia. Um amigo tricolor me disse ao final do fatídico gol de barriga que o pai dele - que havia falecido muitos anos antes daquele jogo - "soprou" o gol do Renato para ele. Aquilo me impressionou. E eu? Passei uma semana MUDA. Sem forças para VIVER. Isso mesmo. Para VIVER. E quantas vezes renasci com as goleadas que demos neles. Invejo os rubro-negros que lembram de passes, lances, jogadores, de gols e partidas. Eu não. Lembro de cheiros, de imagens, de gritos de gol, de abraços anônimos e da rampa, sim eu lembro com muita clareza da rampa do Maracanã quando vencíamos um Fla x Flu. 

Vencer o Fluminence é quase que uma luta de classes. Imagino as cartolas, os fraques, a elite opressora. O preconceito da aristocrática torcida. Não é abominável a história do jogador Carlos Alberto que enchia o rosto de pó de arroz? Quanto mais eles soltam aquele pó branco, mais me envergonho do racismo. Que não é pouco. Eles se acham superiores. Acima do bem e do mal. Um Salve para Alberto Borghert que nos livrou disso. E conclamou um novo tempo. A ele meu eterno agradecimento. E também, claro, ao Baena, Pindaro, Nery, Cintra, Gilberto, Galo, Baiano, Arnaldo, Borghert, Gustavo e Amarante, que disputaram o primeiro Fla x Flu. Cem anos? É pouco. Se começou antes do nada mesmo segundo a profecia do velho Rodrigues, esse jogo já emocionava Adão e Eva e dividia o paraíso. Jogo bom para ver com pessoas que você ama. Jogo bom para estar ao lado de alguém e dizer: lembra do Fla x Flu que assistimos juntos?! Apesar de ser um clássico que pede amores, estou muito tentada a vê-lo "sozinha". Uma espécie de isolamento poético rubro-negro. Pra deixar na memória. Para guardar por mais cem anos. O outro poeta não se importará...Fla x Flu  foge a dicionários e a regulamentos vários.

Magia Neles!
EQUIPE Magia Rubro Negra
vivi@magiarubronegra.com.br
Twitter: @vivi_mariano



2 comentários - Clique aqui e comente


André China - 08/07/2012 21:10:38
Fla-Flu não tem lógica. Hoje, que jogamos melhor, saímos derrotados.
Joel reclama que falta um camisa 10 para abastecer o Love, e escala o Adryan no ataque. Joel e suas Joelices mesmo...hehehe
Eduardo - 08/07/2012 12:27:40
Disse tudo e mais um pouco! #TNCRacismoHein

Postar um novo comentário
Nome

Email (não será divulgado)


Digite os números abaixo para poder enviar seu comentário:


SetaSIGA O MAGIA
SetaCOLUNAS
SetaCATEGORIA
Conheça nossa homenagem ao Zico Conheça a TV Magia Twitter Youtube Flickr Facebook